X

Desapego

Painel na porta de restaurante no Jardim Botânico - RJ

Painel na porta de restaurante no Jardim Botânico - RJ

Não quero praticar o desapego.

Se é preciso desapegar das pessoas que gosto ou ter um olhar blasé sobre a vida, prefiro seguir apegado.

Tem gente que fala de desapego como desculpa pra fazer vistas grossas, ignorar certos aspectos e fingir que esta pouco se importando com o que acontece.

Eu não sou assim. Não sei ignorar, fingir, nem sei ser morno. Sou quente, sou frio. Sou sim e sou não. Papinho chato esse de meio termo. Não é pra mim.

Quando eu gosto, gosto mesmo. Quando detesto, não adianta.

Sou daqueles que veste a camiseta, entrega a alma, vira a noite e vibra com tudo. Não adianta querer me mudar. Eu quero é mudar as coisas. Não aceito pacotes prontos, não aceito doce de estranhos. Eu questiono. Dou a cara a tapa.

Não vou desapegar do que passou se ainda há o que ser feito. Pra mim não existe desapego. Existe começo, meio e fim. Se ainda não for o final, eu não vou desapegar.

Deixe seu comentário

Nome *
Seu Email *
Website
Mensagem

Contato

Estabeleça um contato, fale com Marcelo Prata

Outros canais

Você também pode mandar seu recado pelas redes sociais. Basta identificar os perfis ao longo do site e mandar o seu recado. Não esqueça de colocar uma maneira de receber a resposta, seja por e-mail, telefone ou endereço.